Obras de revitalização do Viaduto Central seguem com instalação de novo guarda-corpo

Obras de revitalização do Viaduto Central seguem com instalação de novo guarda-corpo

Construído na década de 70, o viaduto central João Kozlowski, localizado na Avenida Dr. Jorge Tibiriçá, segue com as obras de revitalização e instalação de um novo guarda-corpo, seguindo as normas instituídas pela ABNT NBR 14718, com chapa perfurada em aço galvanizado, corrimão duplo e com nova pintura e iluminação com instalações elétricas no próprio guarda-corpo com lâmpada LED.
A obra está sendo realizada pela empresa Multivale Construtora numa extensão total de 540 metros e investimento de R$ 1 milhão. O objetivo da ação é proporcionar mais segurança aos pedestres que utilizam o passeio do viaduto e trazer um visual mais arrojado e acolhedor. A conclusão dos trabalhos está prevista até o final deste ano.
O trabalho foi coordenado pela Secretaria de Obras e Planejamento e recentemente a Secretaria de Serviços Públicos realizou os serviços de manutenção do piso lateral de passagem de pedestres proporcionando mais segurança aos transeuntes. “Queremos agradecer a toda equipe da Secretaria de Planejamento que vem trabalhando há anos nesse projeto e que agora traz mais segurança e dá uma nova estética ao nosso viaduto”, afirmou o vice-prefeito Ricardo Piorino.
“Trata-se de um projeto moderno e inovador, seguindo a tendência de todas as demais ações que temos realizado na cidade. As placas metálicas perfuradas foram adotadas devido a análise estrutural, aliando funcionalidade, segurança e estética. Os balizadores proporcionarão a sinalização para os veículos e corrimãos atendendo a NBR 9050. O toque final é a iluminação em LED contornando o corrimão, oferecendo um diferencial e destaque à visão noturna do novo guarda-corpo”, explicou a secretária de Obras e Planejamento, Marcela Franco.
Segundo ela, a Prefeitura fará intervenções na pintura geral do viaduto, afim de compor com a nova proposta de intervenção na paisagem urbana.
História - Até meados da década de 70, a cidade não possuía viaduto sobre a passagem da linha férrea e sua construção começou a ser discutida durante os governos militares da época. Durante o primeiro mandato do ex-prefeito João Bosco Nogueira (1973-1976), Pindamonhangaba travou uma guerra jurídica para alteração no projeto de construção, pois originalmente a largura do viaduto seria menor. A obra chegou a ser paralisada e foi finalizada em 1978, quando foi inaugurada já na gestão do ex-prefeito Geraldo Alckmin.

 

WhatsApp Image 2022-11-23 at 15.13.57

Antes

 

WhatsApp Image 2022-11-23 at 15.15.01

Depois

Uma plataforma para você gerenciar o site da sua prefeitura.